Meus PedidosMeu Cadastro

Óleo Essencial de Ylang-Ylang 10ml

Óleo essencial 100% puro da planta Cananga odorata
10393
Opinião dos Consumidores:50
Pontos Fidelidade:

Por: R$ 184,60ou X de

Confira as Condições de Parcelamento
AdicionarRemover
Comprar
Descrição
O óleo essencial de Ylang Ylang é um produto natural, 100% puro e sem conservantes.

Produto Vegano - livre de testes em animais e ingredientes de origem animal.

Não possui em sua composição: Parabenos, Sulfatos, Corantes, Silicone ou Essências artificiais.

Embalagem: Vidro âmbar contendo 10 ml de óleo essencial com gotejador.

Tipo de Extração: O Óleo Essencial de Ylang Ylang é extraído das flores da Cananga odorata pelo processo de Destilação à vapor.

Sinônimos: cananga, ilang ilang, Ylang-ylan.

História da Planta:

O nome desta “flor das flores” deriva da palavra alang-ilang, do idioma malaio, que significa a maneira como as flores pendem da árvore. A árvore é considerada “uma coroa no Oriente” e também é conhecida como “árvore do perfume”. Nos Mares do Sul as mulheres passam no cabelo uma mistura do óleo essencial de ylang-ylang com óleo de coco. Na verdade, os europeus já o utilizavam no cabelo e chamavam-no de óleo macacar. Por isso, utilizava-se uma sobrecoberta no espaldar das poltronas para impedir a formação de manchas gordurosas.

Na Indonésia, há um costume muito interessante de espalhar pétalas de ylang-ylang no leito nupcial. Sem dúvida alguma, respeitando as qualidades afrodisíacas pelas qual o perfume é famoso. Até 1990, as Filipinas detinham o monopólio comercial mundial e, por isso, a planta era chamada às vezes de “jasmim dos pobres”. No entanto, o ylang-ylang é amplamente utilizado em perfumes sofisticados.

A flor do ylang-ylang foi descoberta em Ceram, no arquipélago Indonésio, pelo Capitão D’Etchevery em 1770; o uso de sua fragrância só ocorreu depois que um alemão, Albertino Schwenger, naufragou nas Filipinas – ele tentou destilá-lo, tendo se encantado com o perfume. Outro alemão, L. Steck, um boticário, cultivou e destilou ylang-ylang com sucesso e apresentou o produto na Exposição Mundial de Paris, em 1878. Em 1893, foi introduzido na ilha da Reunião.

Há séculos, os óleos extraídos das plantas são usados como medicamentos, perfumes e cosméticos. Os antigos egípcios, mestres da perfumaria, conheciam profundamente sua utilização. Mais tarde, os gregos também aplicaram largamente os poderes essenciais, com destaque para as aplicações terapêuticas. O que esses povos antigos sabiam é que, além de atuarem no corpo físico, os óleos das plantas agiam em outros níveis. Hoje, inúmeros estudos estão comprovando que a aplicação dos óleos essenciais na aromaterapia pode influir também no campo emocional humano, por essa razão, a partir de trabalhos científicos de diversos pesquisadores.

Aspectos Botânicos:

A árvore cananga cresce até 20 metros, melhor ainda em lugares elevados com solo seco, sombra, chuva de primavera, e floresce o ano todo. Possui folhas ovais verde-escuro. As melhores flores para óleo são a amarelas, embora também tenha flores cor roxa, malva e rosa. As melhores flores para produção de óleo são colhidas em maio e junho. O primeiro óleo obtido das flores é o de melhor qualidade. No entanto, as extrações seguintes têm características terapêuticas semelhantes, apenas o perfume é menos apurado. A planta também é conhecida como cananga. O ylang-ylang é uma árvore semi-silvestre de madeira frágil, encontrada nas ilhas dos Mares do Sul, principalmente em Seychelles, Maurício, Taiti e Filipinas, de onde parece vir o melhor óleo.

Principais Compostos:

Linalol (1,0-18,6%); acetato de geranil (3,5-5,9%); cariofileno (1,7-7,5%); para-cresil (0,5-16,5%); metil benzoato (1,0-8,7%); acetato de benzil (2,2-5,3%); benzil benzoato (2,2-5,3%) – outros sesquiterpenos (7,4-97,0%).

Curiosidades sobre o Óleo Essencial de Ylang Ylang

Quantidade de Ylang Ylang para Extração do óleo: 50 a 70 kg de matéria prima para 01 kg de óleo essencial.

Nota Aromática: Média para Básica.

Aroma: Doce, floral, exótico e forte.

Mistura-se Bem Com bergamota, citronela, grapefruit, jasmim, lavanda, limão, melissa, néroli, laranja, patchouli, rosa, sândalo, litsea cubeba, eucalipto citriodora, cravo, gengibre, camomila romana, sálvia esclaréia, palmarosa, etc.

Os óleos essenciais são substâncias naturais extraídas de plantas de diversas partes do mundo. Estas substâncias podem ser encontradas nas flores, nas folhas, nos caules, nas hastes, nas cascas ou nas raízes. Desta forma, podem existir variações em seus aromas e compostos.

Modo de uso dos óleos essenciais:

Aromatizador (aproximadamente 15 gotas).

Banhos (20 gotas após encher a banheira dissolvidas em uma colher de sopa de óleo vegetal).

Compressa (5 a 10 gotas em 1/2 litro de água).

Inalação (2 gotas em um lenço ou inalador com soro fisiológico ou água).

Massagem (1 a 3 gotas por colher de sopa de óleo vegetal).

Óleo para rosto (1 gota em 1 colher de sopa de carreador).

Cabelos (1 a 3 gotas por colher de sopa de óleo vegetal ou shampoo).

Uso tópico (5 gotas por colher de sopa de óleo vegetal).

Os óleos essenciais são substâncias concentradas e devem ser usados sempre diluídos. Devem ser utilizados sob a orientação de um profissional qualificado. 

A By Samia não se responsabiliza pelo uso indevido dos produtos aqui vendidos.
Siga @bysamiaaromaterapia no Instagram